SCIENCE TANK E O EMPREENDEDORISMO NO ENSINO SUPERIOR: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA



Larissa Teodoro Rabi¹
Regiane Priscila Ratti²


RESUMO
Trata-se de um relato de caso de uma atividade pedagógica nomeada “Science Tank” desenvolvida na disciplina “Empreendedorismo e Gestão em Saúde” no primeiro semestre do curso de Biomedicina entre fevereiro e junho de 2023. A disciplina tem por objetivo proporcionar ao graduando uma experiência imersiva acerca das questões administrativas pertinentes a área da saúde, bem como, motivar a inserção do empreendedorismo no cotidiano e incentivar a busca e reconhecimento de oportunidades profissionais na área de gestão em saúde. Dessa forma, os graduandos foram estimulados a conhecer diversas áreas de atuação do profissional biomédico e explorar carências e/ou necessidades que poderiam promover o despertar do projeto empreendedor. Essa atividade resultou em 15 projetos formulados integralmente pelos alunos contendo empresas e produtos em diversas áreas como Análises Clínicas, Biomedicina Estética, Microbiologia Clínica, Reprodução Humana e Coleta Humanizada. Durante o semestre foi possível observar a interação entre os graduandos, proporcionando um bom relacionamento e diversos momentos de confraternização durante o início da graduação. Além disso, notou-se que o grau de complexidade das ideias foram aumentando semanalmente, o que reforça a importância da prática de aprendizagem baseada em experiência, contribuindo para auxiliar a interação entre os diferentes grupos de graduandos.
Palavras-chave: Empreendedorismo, Gestão em Saúde e Práticas Pedagógicas.

ABSTRACT
This is a case report of a pedagogical activity called “Science Tank” developed in the discipline “Entrepreneurship and Health Management” in the first semester of the Biomedicine course between February and June 2023. The discipline aims to provide the undergraduate with an immersive experience on administrative issues relevant to the health sector, as well as motivating the insertion of entrepreneurship into everyday life and promote the search and recognition of professional opportunities in health management. In this way, the trainees were encouraged to learn about different areas of biomedical professional activity and explore shortcomings and needs that could promote the awakening of the entrepreneurial project. This activity was carried out in 15 projects entirely formulated by the students, containing companies and products in different areas such as Clinical Analysis, Aesthetic Biomedicine, Clinical Microbiology, Human Reproduction, and Humanized Collection. During the semester it was possible to observe the interaction between the graduates, providing a good relationship and several moments of fraternization during the beginning of the degree. Furthermore, it was noted that the degree of complexity of the ideas increased weekly, reinforcing the importance of experience-based learning practice, helping to assist interaction between different groups of undergraduates.
Keywords: Entrepreneurship, Health Management and Pedagogical Practices.

1. INTRODUÇÃO

O empreendedorismo na área da saúde é um tema de extrema relevância, visto que a intensa busca pela inovação e/ou transformação de produtos ou serviços nessa área promove impactos diretos na sociedade. Nesse contexto, sabe-se que os empreendedores buscam identificar oportunidade, lacunas e desafios presentes na área da saúde com intuito de desenvolvimento de soluções inovadoras que promoverão impacto significativo e efetivo na qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade.

Em um período pós pandemia por COVID-19, é notável a evolução tecnológica, a facilidade de acesso a dados robustos e a tendência crescente de conscientização sobre a saúde humana, animal e ambiental. Dessa forma, observa-se a criação de diversas startups com foco em prevenção, conscientização, tratamento e até mesmo gestão de doenças e questões associadas a saúde. Além disso, a interseção da medicina com a tecnologia proporciona um ambiente fértil para desenvolvimento de soluções disruptivas como plataformas de telemedicina, dispositivos de monitoramento e produtos médicos inovadores. 

Neste cenário, o empreendedorismo na área da saúde não visa apenas a viabilidade econômica do negócio, mas também almeja promoção de impacto positivo na sociedade auxiliando na construção de um ecossistema de saúde adaptável e concentrado nas necessidades reais do paciente, com agilidade, rapidez e qualidade.

O “Science Tank” foi inspirado em um programa de televisão chamado “Shark Tank” que consiste na apresentação de ideias de negócios em um pitch de vendas para um painel de empreendedores bem-sucedidos que inclui empresários e investidores dispostos a negociar participação em ações da empresa por investimentos financeiros. Além disso, sabe-se que esses potenciais investidores podem contribuir com conhecimento intelectual e experiência no mercado, dessa forma, obtêm-se o conceito de “Smart Money”.

Além de avaliar a viabilidade do negócio, os potenciais investidores também consideram o potencial de crescimento, as estratégias de posicionamento de mercado e, principalmente, como poderão contribuir para alavancar o negócio. O formato do programa, baseado em pitch de vendas com investimentos reais, cria um ambiente competitivo, uma vez que os empreendedores estão em busca do melhor acordo possível para impulsionar suas empresas. 

Dessa forma, o “Science Tank” consistiu em uma atividade pautada no estímulo criativo dos alunos do primeiro semestre do curso de Biomedicina. Proporcionando conhecimento das diversas áreas de atuação do profissional biomédico em uma experiência imersiva com foco no desenvolvimento de um negócio (empresa ou produto) com aplicabilidade real e estimativa de melhora efetiva para a sociedade. 

2. METODOLOGIA

A atividade foi proposta no primeiro dia de aula da disciplina “Empreendedorismo e Gestão em Saúde”. Os graduandos receberam o plano de ensino da disciplina associado ao cronograma de aulas e critérios avaliativos contendo a explicação teórica da atividade, bem como, as regras estipuladas para delinear as expectativas.

O “Science Tank” consistiu em uma atividade prática, lúdica e criativa desenvolvida em grupos. Os graduandos tiveram uma semana para estabelecer a separação dos grupos de acordo com afinidade entre os integrantes, principalmente, pois trata-se de graduandos do primeiro semestre do curso. As orientações foram pautadas no desenvolvimento de uma empresa e/ou produto destinado a resolução de um problema observado em uma das áreas de atuação do profissional biomédico. 

Dessa forma, a atividade foi dividida em algumas etapas: (1) Separação dos grupos e sorteio da área de atuação contemplada; (2) Desenvolvimento de um plano de negócios sobre a empresa e/ou produto; (3) Confecção de um protótipo ou maquete e; (4) Apresentação do pitch de vendas em até 10 minutos.

Os grupos apresentaram em escala semanal, de forma que as considerações de um grupo contribuíssem para o desenvolvimento do próximo grupo, promovendo um ambiente de aprendizagem contínua pautada no respeito ao próximo e no envolvimento coletivo com as apresentações.

3. RESULTADOS E DISCUSSÕES OU ANÁLISE DOS DADOS

Foram desenvolvidos 15 (quinze) projetos entre fevereiro a junho de 2023. Sete projetos focados no desenvolvimento de empresas (Figura 1) e 8 (oito) projetos focados no desenvolvimento de produtos (Figura 2), conforme descrito na Tabela 1.

Figura 1: Registro das maquetes das empresas desenvolvidas no “Science Tank 2023”. A: Apresentação da maquete virtual da empresa BioVac, especializada no desenvolvimento, logística e administração de vacinas. B: Maquete do Alpha Laboratório Drive-Thru com sistema inovador de coleta de amostras. C: Laboratório de hematologia em uma clínica especializada para tratamento de pacientes com esquizofrenia. D: Maquinário inovador para diagnóstico de câncer em casos difíceis desenvolvido pela equipe do Cancer Health. E: Útero artificial acoplado a um computador de controle de funções vitais desenvolvido pela Clínica Viver.